portal seguro e saúde

Tire suas dúvidas sobre a caxumba em adultos

Em:19/12/16 Por:barela

A caxumba é uma doença associada à infância, mas também pode aparecer em adultos. Nesses casos, os sintomas normalmente são mais graves e podem causar encefalite e meningite.

Caxumba em Adultos

Nessa fase da vida, a caxumba acontece em indivíduos que não tiveram a doença na infância e não tomaram todas as doses da vacina. É uma incidência rara, pois 90% dos ataques do vírus ocorre em crianças até os 15 anos.

Veja algumas perguntas e respostas da ocorrência de caxumba em adultos:

Os sintomas da caxumba em adultos são mais fortes?

Sim, normalmente a doença se manifesta de forma mais intensa nos adultos. Juliana Tangerino explica que isso ocorre principalmente por o sistema imunológico estar mais maduro. Os sintomas de uma doença são resultado da ação do nosso corpo sobre o vírus e a resposta imunológica de um adulto é muito mais potente do que o de uma criança.

Lembrando que os principais sintomas da caxumba são febre, fraqueza e o característico aumento das glândulas salivares de um ou dos dois lados, causando o inchaço logo abaixo da orelha, entre o maxilar e pescoço.

Existem casos de caxumba assintomática?

A caxumba pode ser assintomática em entre 30 e 40% dos casos, mas isso é muito mais comum nas crianças do que nos adultos. Até porque a doença é muito mais incidente nos pequenos.

Como é o tratamento da caxumba em adultos?

Tanto no adulto quanto na criança a caxumba é tratada apenas nos seus sintomas, sem um medicamento específico para seu vírus. O mais importante é respeitar o tempo de repouso e manter uma boa alimentação e hidratação, consumindo alimentos leves, evitando gorduras e priorizando itens que dão energia ao corpo, como os carboidratos. A alimentação e o repouso são importantes para o bom funcionamento do sistema imunológico, que garante que o corpo combata o vírus da caxumba de forma eficiente.

Caxumba na vida adulta causa mais complicações?

As complicações da caxumba em crianças e adultos são as mesmas, inflamações nos testículos (orquite), ovários (ooforite) e do pâncreas (pancreatite). Ela também pode atacar a tireoide e causar encefalite e meningite. O vírus da caxumba tem preferência por tecidos de glândulas, por isso suas complicações são mais comuns nesses órgãos. Quando o vírus da caxumba ataca os ovários e testículos é a complicação mais grave, visto que ela pode causar a esterilidade.

Para evitar as complicações, o ideal é manter o repouso e seguir as recomendações médicas. No entanto, as complicações ocorrem como consequência da resposta de cada indivíduo à doença, então não há uma forma específica de preveni-las.

É possível prevenir a caxumba?

A melhor medida de prevenção possível para a caxumba é a vacinação e isso já foi provado em dados epidemiológicos. Nos Estados Unidos, por exemplo, de 1968 a 1985 houve uma queda de 98% na incidência dessa doença, graças a implantação da vacina, como considera Marinho.

A vacinação deve ser feita no intervalo de 30 dias entre as doses, conforme o calendário de vacinação, ou o efeito não é o mesmo e a imunidade contra o vírus fica comprometida.

Além disso, é importante que a pessoa com caxumba se isole das demais, com afastamento das atividades habituais de 5 dias após o início do inchaço das glândulas salivares.

Fonte: Portal Minha Vida

Comentários

Solicite seu
Orçamento Online

Solicite um orçamento online dos produtos comercializados pela Barela de modo simples e prático. Preencha os campos ao lado e envie o seu pedido. Em breve, nossa equipe entrará em contato.

  • 20 anos de experiência de mercado.
  • As maiores operadoras e seguradoras nacionais.
  • 500 mil clientes entre empresas e pessoas físicas.
  • Sim Não