portal seguro e saúde

Alopecia androgenética: existe algum tratamento para crescer o cabelo que caiu?

Em:14/03/16 Por:barela

A Alopecia Androgenética é a principal causa de queda dos cabelos. Afeta principalmente os homens, mas também há incidência nas mulheres. O fenômeno é causado por uma enzima chamada 5α-redutase (cinco alfa redutase), que transforma a testosterona numa versão bem mais forte: o hormônio di-hidrotestosterona (DHT).

Esse hormônio participa de diversas funções do desenvolvimento sexual e está presente em maior quantidade nos indivíduos do sexo masculino. No couro cabeludo, a substância pode provocar miniaturização folicular, ou seja, os folículos capilares ficam menores e os fios de cabelos se tornam mais finos e ralos, chegando a parar de crescer em alguns casos.

Nos homens, o processo desenvolve o padrão de calvície, com “entradas” nas laterais e raleamento progressivo dos fios no topo da cabeça. Esse processo gera o padrão comum de calvície masculina: surgem “entradas” nas laterais da linha frontal de crescimento dos cabelos, junto com o progressivo raleamento dos fios no topo da cabeça.

Nas mulheres, ocorre uma perda mais difusa com concentração no topo da cabeça. Acredita-se que os hormônios femininos protegem o corpo da ação do DHT, mas com a chegada da menopausa, e diminuição desses hormônios, a queda pode se acentuar.

Diagnóstico

Antes de obter um diagnóstico, é possível ter algumas pistas da presença ou probabilidade da Alopecia Androgenética, como:

– Histórico familiar de calvície (pais, tios ou avós, tanto do lado materno quanto paterno);

– Perda lenta e gradual dos cabelos, seguindo os padrões tradicionais de avanço da alopecia androgenética

– Mulheres com síndrome do ovário policístico têm maior predisposição a desenvolver alopecia androgenética (a queda dos cabelos pode ser um sinal importante para descobrir a existência da síndrome);

O diagnóstico final será dado por avaliação médica.

Tratamento

Como se trata de uma doença determinada pelo perfil genético, os tratamentos disponíveis somente minimizam sua manifestação, ou seja, não curam, e quando são interrompidos a queda de cabelo retorna normalmente.

O tratamento pode ser sistêmico ou cirúrgico. No primeiro caso, sempre com indicação e orientação profissional, serão usados medicamentos para reduzir a ação do DHT. Já a cirurgia pode envolver implante capilar ou redução do couro cabeludo.

Comentários

Solicite seu
Orçamento Online

Solicite um orçamento online dos produtos comercializados pela Barela de modo simples e prático. Preencha os campos ao lado e envie o seu pedido. Em breve, nossa equipe entrará em contato.

  • 20 anos de experiência de mercado.
  • As maiores operadoras e seguradoras nacionais.
  • 500 mil clientes entre empresas e pessoas físicas.
  • Sim Não