portal seguro e saúde

Desperdícios e fraudes em planos de saúde somam quase R$ 30 bi no ano

Em:19/12/17 Por:barela

Saiba porque sua empresa pagou parte dessa conta e o que fazer para evitar o prejuízo

No ano passado, a soma das internações, exames e consultas feitas por usuários de planos de saúde chegou a R$ 137 bilhões. Deste valor, cerca de 20% corresponde a desperdícios e fraudes. Entre os desperdícios, estão consultas e exames médicos desnecessários, que somaram R$ 13 bilhões. Já as fraudes nas contas hospitalares atingiram R$ 14 bilhões. Os dados foram levantados pela Advance Medical Group, consultoria espanhola especializada em saúde, e o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O prejuízo bilionário, no entanto, não é suportado somente pelas operadoras, longe disso. Esse valor entra na chamada “inflação médica” e nas taxas de sinistralidade, que são muito relevantes para determinar o índice de reajuste anual. No final, o cliente acaba pagando a conta ou pelo menos parte dela. E isso não é uma injustiça completa já que os usuários, mesmo inadvertidamente, às vezes contribuem para que os desvios ocorram.

“São recursos empregados de forma incorreta que impactam o custo do plano de saúde”, disse o médico Caio Soares, diretor-geral da Advance Medical no Brasil, que fez um levantamento com 350 mil usuários de planos de saúde empresariais.

Grande parte da incorreção mencionada pelo executivo é formada por procedimentos que poderiam ser evitados. Consultas, exames e até cirurgias não indicadas são realizados aos montes por funcionários utilizando o plano da empresa. E cabe ao gestor do benefício combater essa situação.

É indispensável que a empresa implante uma campanha de uso consciente do plano, alertando para as implicações da utilização sem critérios. Também é recomendável ter um sistema de orientação para os funcionários que buscam tratamento. Muitas vezes, consultas e exames sem necessidade ocorrem porque o paciente não sabe muito bem onde se tratar. E, atualmente, ainda existe a possibilidade de contar com o serviço de segunda opinião médica que, muitas vezes, aponta alternativas mais simples para indicações iniciais complexas, como cirurgias.

Enfim, a empresa também tem obrigação de coibir os desperdícios no sistema, mesmo porque ela também paga a conta.

Comentários

Solicite seu
Orçamento Online

Solicite um orçamento online dos produtos comercializados pela Barela de modo simples e prático. Preencha os campos ao lado e envie o seu pedido. Em breve, nossa equipe entrará em contato.

  • 20 anos de experiência de mercado.
  • As maiores operadoras e seguradoras nacionais.
  • 500 mil clientes entre empresas e pessoas físicas.
  • Sim Não