Como contratar um plano de saúde para MEI

 em Para Você, Sua Empresa

O plano de saúde para MEI é um tipo de plano empresarial. Logo, a vantagem que deve chamar mais atenção no início é o preço. Em geral, os planos empresariais são mais baratos, e o período de carência pode cair quanto mais pessoas forem inclusas como beneficiárias.

Outro benefício de contratar um plano com CNPJ é a possibilidade de negociar coberturas adicionais, como hospitais e tratamentos específicos. Valores e condições também podem ser negociados com a operadora ou seguradora, enquanto os planos individuais/familiares costumam ser um produto mais limitado nesse sentido.

O que preciso para ter um plano de saúde sendo MEI

Todo microempreendedor que comprove, pelo menos, 06 meses de atividade e esteja em dia com as obrigações da sua MEI pode adquirir um plano empresarial. É preciso estar com o CNPJ ativo e contribuir mensalmente com o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

O plano para MEI ainda permite a inclusão de dependentes, como cônjuge, filhos e pais. Se você tiver funcionários ou sócios, eles também podem fazem parte. As operadoras costumam exigir no mínimo 2 ou 3 beneficiários, pode variar. Informe-se no momento da cotação com o seu corretor.

Veja também: Como funciona a carência dos planos de saúde empresariais

Como escolher o melhor plano de saúde

Você costuma viajar a trabalho? Seu plano atende em todo o Brasil ou é regional? Sua rede de atendimento tem consultórios, hospitais e laboratórios próximos da sua casa? A acomodação é enfermaria ou apartamento? É melhor optar por um plano mais caro, mas com reembolsos maiores?

Antes de assinar qualquer proposta, leia atentamente o contrato e esclareça todas as suas dúvidas com o seu corretor. Peça para ele explicar como suas escolhas afetam o valor do plano, e avalie se as condições atendem às necessidades do seu estilo de vida.

Será preciso pensar também o tipo de cobertura: ambulatorial, hospitalar ou as duas? O primeiro cobre consultas médicas e emergências, mas não internações e cirurgias. Já o segundo cobre esses dois últimos, mas não dá direito a consultas e emergências. Por um valor adicional ainda é possível contar com as coberturas de obstetrícia e odontológica.

Por último, procure saber sobre o reajuste anual. Ao contrário do convênio individual, o plano empresarial pode sofrer reajustes diferentes do teto estipulado pela ANS. O índice é definido pelas próprias seguradoras, que se baseiam na variação dos custos médico-hospitalares (inflação médica). Entenda aqui os tipos de reajuste dos planos de saúde.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos ou familiares empreendedores!

CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA PLANOS DE SAÚDE EMPRESARIAIS  PEÇA UMA COTAÇÃO!
calculadora preço plano de saúde empresarial