Quatro Práticas Integrativas para uma gestação mais saudável

 em Dicas de Saúde

A gravidez é um período de grandes transformações para a mãe e o bebê, mas, embora sentir alguns desconfortos físicos e uma certa ansiedade seja normal, é preciso estar sempre atenta aos sinais do corpo para prevenir complicações e preservar seu bem-estar. Trouxemos algumas dicas para ter uma gestação mais saudável.

Os benefícios das Práticas Integrativas e Complementares (PICS) se comprovaram ao longo dos anos e mostraram-se eficientes no controle do estresse, da ansiedade e ao atenuar sintomas da depressão pós-parto e dores osteomusculares.

As PICS são tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para prevenir diversas doenças como depressão e hipertensão, segundo o Ministério da Saúde. Em alguns casos, também podem ser usadas como tratamentos paliativos em algumas doenças crônicas.

Abaixo, comentamos sobre algumas práticas integrativas que podem beneficiar sua saúde durante a gestação. Continue lendo!

IMPORTANTE: As Práticas Integrativas e Complementares não substituem o tratamento tradicional. Elas são um complemento no tratamento e deverá ser indicado por um profissional qualificado, conforme as necessidades do caso.

Quatro práticas integrativas e complementares para uma gestação mais saudável:

Acupuntura para equilibrar o corpo

Como alternativa durante esse período, muitas gestantes têm recorrido à acupuntura em vez dos medicamentos para aliviar eventuais desconfortos, como dores nas costas e inchaço nas pernas.

A técnica consiste em ativar terminações nervosas do corpo com agulhas finas que passam pela camada superior da pele – geralmente, aplicadas nas mãos, pés, orelhas e costas para equilibrar a energia do organismo.

A acupuntura também auxilia no combate de enjoos e pode ajudar no encaixe do bebê para o parto, além de seu efeito terapêutico poder atenuar os sintomas da depressão e ansiedade.

Yoga para o bem-estar físico e mental

A Yoga combina exercícios de postura com técnicas de meditação e respiração. Trabalhando corpo e mente juntos, ela ajuda na regulação do sistema nervoso e respiratório, aumenta a sensação de bem-estar e controla o estresse.

Principalmente por estimular a flexibilidade corporal, a prática se tornou uma grande aliada na prevenção de dores causadas pelas mudanças corporais e má postura na hora de amamentar. Ela ajuda a fortalecer os músculos do assoalho pélvico para o parto normal e aumenta a circulação sanguínea, diminuindo inchaços.

Quiropraxia contra as dores no ciático

A quiropraxia é realizada por meio de manobras manuais que ajustam a coluna e os ligamentos para corrigir pequenos desalinhamentos ou bloqueios vertebrais. Ela diminui a intensidade das dores nas costas e os ajustes facilitam o posicionamento correto do bebê para o parto. Com o corpo funcionando de forma equilibrada, os enjoos também podem diminuir.

No entanto, a técnica é contraindicada em gestantes que têm frouxidão dos ligamentos, osteoporose ou tiveram complicações antes/durante a gestação. Sempre vale lembrar: Antes de agir por conta própria, consulte seu médico de confiança.

Meditação no combate ao estresse

Com a gravidez é muito provável que venham algumas dúvidas, incertezas e medos. E está tudo bem, é um momento de mudanças; mas sentir-se constantemente estressada é um alerta de perigo.

Embora não seja uma doença, o estresse causa muitos danos à saúde da mãe e do bebê. Ele gera cansaço, tensão e distúrbios do sono, além de prejudicar o desenvolvimento da gestação e o bem-estar psicológico.

Nesse período, a meditação pode ser uma aliada para treinar o foco e a atenção, estimulando o bom humor, o equilíbrio do sono e a melhora do desempenho cognitivo. Descanso físico e emocional são especialmente importantes para as mães no puerpério, e você não precisa ser uma especialista para meditar em casa.

Se você ficou interessada em praticar alguma das técnicas citadas, lembre-se de primeiro consultar seu médico obstetra para avaliar riscos e contraindicações. 


Seu plano de saúde está preparado para a chegada do seu bebê? Converse com um consultor Barela e fique tranquila durante a gravidez!

Chá verde: consumo pode diminuir doenças cardíacas e derrames