Reajustes no plano de saúde: você está preparado?

 em Para Você

Uma pergunta importante: você já se preparou para os reajustes que o seu plano de saúde deve sofrer, independente se a data para isso esteja próxima ou distante?

Se preparar para o reajuste permite, inclusive, que você avalie a possibilidade de ter uma cobertura maior por parte do seu plano de saúde, desde que, claro, isso caiba no seu orçamento.

Tipos de Reajustes

Como já falamos aqui, há dois tipos de reajuste: o anual (o que leva em conta o aspecto financeiro e a sinistralidade) e o por faixa etária (aplicado sempre que ocorre alteração da faixa etária do beneficiário, porém, respeitando algumas condições).

No ano de 2019, a Agência Nacional da Saúde (ANS), atualizou as tabelas dos reajustes anuais dos planos de saúde, segundo a Agência Nacional da Saúde, o percentual máximo de reajuste que poderá ser aplicado nas mensalidades dos planos de saúde individuais ou familiares com aniversário no período de maio de 2019 a abril de 2020 será de 7,35%.

Para o reajuste aplicado por faixa etária, as regras publicadas pela Agência Nacional da Saúde foram as seguintes, os beneficiários que possuem idade acima dos 60 anos, não poderão sofrer reajustes no seu plano de saúde, desde que participem com mais de 10 anos de contribuição, e para os demais reajustes por faixa etária, devem ocorrer somente quando apontados claramente em contratado na contratação do plano de saúde, mostrando a variação por faixa etária e o percentual de aumento por faixa etária, e as operadores devem se atentar á cláusulas abusivas, que podem ser penalizadas por deixar o consumidor com uma desvantagem exagerada nos termos do artigo 51, IV e X, c.c. §1º, II, do Código de Defesa do Consumidor.

Não se esqueça que o reajuste é um instrumento que garante não só a manutenção financeira do contrato firmado com a operadora do plano de saúde, como também a cobertura assistencial oferecida a você, beneficiário.

Tipos de reajustes no plano de saúde: regras e condiçõesVocê sabe o que é carência no plano de saúde?